Mato seco inicia gravação do novo CD "Seco e Ainda Vivo"

05/12/2011 21:47

 

Seco e Ainda Vivo
 
Um dos maiores nomes do reggae nacional, a banda paulista Mato Seco iniciou as gravações do novo CD "Seco e Ainda Vivo" no fim do mês de Outubro.
 
O terceiro álbum da banda terá a produção do lendário baixista Flabba Holt, além de muitas participações especiais.
O Mato Seco deu no dia 18 de outubro de 2011 mais um grande passo na sua carreira.
 
Foram iniciadas as gravações do novo CD da banda - "Seco e Ainda Vivo", com uma série de novidades e participações especiais.
 
O CD será produzido por Errol "Flabba" Holt, uma das maiores lendas do reggae jamaicano de todos os tempos, baixista e fundador da banda Roots Radics.
 
A carreira de "Flabba" começou no início dos anos 70 e ele já gravou e tocou ao vivo com uma enorme lista de artistas jamaicanos.
 
Nomes como Israel Vibration, Gregory Isaacs, Dennis Brown, Beres Hammond, Sugar Minott, Barrington Levy, Don Carlos, Augustus Pablo, Bunny Wailer, Earl Sixteen, Freddie McGregor, The Heptones, Hugh Mundell, The Itals, Johnny Osbourne, The Meditations e Wailing Souls são apenas alguns que constam no seu currículo.
 
Como produtor, Flabba Holt, dentre outros trabalhos, foi responsável por moldar uma das maiores obras-primas do Reggae até hoje - o álbum "Night Nurse" de Gregory Isaacs.
 
 
Flabba Holt produz novo CD
 
 
Mato Seco grava sob o olhar atento de Flabba Holt
 
Além da produção do famigerado baixista, o disco será mixado e masterizado na Jamaica por Christopher Daley, engenheiro de som responsável pelo álbum "Jah is Real" de Burning Spear, vencedor do grammy de 2009.
 
Atualmente Chris é engenheiro de som do grupo Israel Vibration, e já mixou (além de Burning Spear e Israel Vibration) álbuns de artistas como Culture, Beres Hammond, The Congos, Eek-a-Mouse, Judy Mowatt e John Holt.
 
O álbum, que será muito especial para o Mato Seco, não poderia deixar de contar com participações de alto nível.
 
Dentre os nomes de peso que farão parte do novo CD, a banda irá gravar com Max Romeo (Jamaica), Groundation (EUA), Bambu Station (Ilhas Virgens), Oswaldinho do Acordeon (Brasil) e Nazireu Rupestre (Brasil). 
 
A relação com esses artistas surgiu durante os últimos dois anos, período em que o Mato Seco se firmou como uma das maiores bandas de reggae do país, e teve a oportunidade de dividir o palco em diversos shows e se aproximar mais no dia-a-dia dessas e de outras grandes feras da música.
 
 
Conteudo retirado do site : Rasta.com.br
 
 
 
2leep.com
comments powered by Disqus
Voltar
2leep.com

Comentar

Nenhum comentário foi encontrado.